Maria Fernanda

Sabe? Nunca me seduziu pouca alegria, pouco carinho, pouco sentimento, pouca entrega. Gosto de escancarar sorrisos e espalhar sementes. Ainda acredito na pureza das coisas e das pessoas. Não!Não quero viver na idade da pedra, e deixar desenhos numa parede como sinal de alerta para minhas lágrimas caídas, dentro de mim. Só preciso trazê-las cá fora, do jeito que consigo. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Nem a alma












Há tempestades lá fora,
há uma igual cá dentro.
Um tsunami de amor devastador.
E uma menina-grande
apenas observando
o desmoronar  do arco-íris.
Já não lhe assusta  os olhos
nem a alma.




Maria Fernanda
:.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Ilusões







Um toque,
um olhar vagueava absorto.
A canção clássica principiava beleza,
amortecendo voos de asas insonháveis.
Quimeras talvez.
Notas suaves se faziam soar pelo ambiente,
e um coração machucado tocando em nadas.
Lágrimas caindo por sobre as ilusões de quem vive.




Maria Fernanda
.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Êxtase







Inebriante...
os olhos fecham,
a boca murmura,
a vida sacode,
e a noite relaxa.
Viajo nessa loucura
de seguir e entender
que na imensidão
de qualquer êxtase
há um limite por fim.






Maria Fernanda
Imagem: De férias
:.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Serenata





Agarra o que restou
como prenda rara.
Na mirada olha o céu,
tesouro bonito.
Lá guardou fé e esperança,
tocou em estrelas
e se apaixonou pela lua,
a causa da loucura dos poetas.
Fez serenata e contou até três,
também fez três pedidos.
Pediu que o mundo encontrasse novamente
amor,
esperança
e bondade.
E uma chama iluminou uma estrela,
e bem suave escutou.
o sussurrar da brisa.





Maria Fernanda
Imagem tirada da varanda
:.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Mornos


Corre pensamento
em busca do que o agrade.
O tempo se faz estranho,
navego em suas asas
com o toque da brisa no rosto.
Tenho já saudades
do que foge entre meus dedos.
Exploro rotas que não conhecia,
navego por mares e marés,
sou vendaval em noites de lua cheia.
E sigo por ondas desiguais
desnuda de todas as coisas vãs.
Escolto os sonhos que embora acanhados
ainda que mornos fulguram
com traços de esperança.




Maria Fernanda
:.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Corais


Vês como me encontras mar?
De alma contra o cais.
O oceano que em mim reside
escancarado como temporais
nas ondas dos meus cabelos,
que o emaranhado deixou
em cada toque presente
as tuas ondas beijou.
Fiquei feliz com o reencontro,
um encontro de iguais.
Eu menina plebeia de rua
e tu senhor dos corais.


Maria Fernanda
Imagem: Férias
:.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:



sábado, 11 de fevereiro de 2017

Nobre













Nobre...
Une alma e querer
amarelo dourado,
mundo encantado
onde o passado
tenta sobreviver.
Na alcova do tempo,
em questão de momentos
no dorso da vida.
Há questões divididas.
Nobre...





Maria Fernanda
:.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.: